Agenda do mês de Julho 2015

Dia 19 (Domingo), pelas 11h30 – «Mão cheia de histórias», na secção infantil da Fnac do Leiriashoping.

Dia 24 (Sexta-feira), pelas 21h30 – «Histórias ao luar», na Praça Afonso Lopes Vieira, em S. Pedro de Moel.
Esta iniciativa, da responsabilidade da Associação «Casa da Árvore», tem início no dia 3 de Julho, no Parque da Cerca, Marinha Grande, e repete-se todas as sextas-feiras, alternadamente nesses dois locais, até ao final de Agosto, sempre com contadores diferentes.

Oficinas de narração oral na Guarda e Armamar

Decorre durante os meses de Março, Abril e Maio uma oficina de «Técnicas de narração oral e animação da Leitura», em regime de b-lerning, para docentes das regiões da Guarda e Armamar. A acção é orientada pelo professor bibliotecário Carlos Alberto Silva e foi promovida, na Guarda, pelo CF-RCA e, em Armamar, pelo CEFOP-LART.
As sessões presenciais tiveram lugar nos dias 7 e 14 de Março, na Biblioteca Municipal da Guarda, e no dia 11 de Abril, na Escola EB 2/3 Gomes Teixeira – Armamar, com a participação de uma vintena de professores e educadores em cada uma delas.
As fases seguintes desenrolam-se à distância, através de sessões síncronas e trabalho autónomo.
Esta acção é acreditada pelo Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua, dando direito a um crédito. Em breve, iniciar-se-á nova turma em Leiria.

Sete pulgas pequeninas

Título: Sete pulgas pequeninas
Autor: Carlos Alberto Silva
Ilustrador: G. António Jorge
Editora: Edição do autor
Data: 2015
Género: Infanto-juvenil
ISBN: 978-989-98960-3-1
N.º de páginas: 24

Sinopse:
Nesta divertida fábula, sete pulguinhas birrentas tentam chegar à praia sem ser pelos seus próprios pés. A maioria das soluções encontradas não dá o resultado desejado. Até que conseguem os seus intentos, mas faltam à promessa dada… e sofrem as consequências.

Fevereiro / Março 2015

Nos meses de Fevereiro e Março, o escritor e contador de histórias Carlos Alberto Silva deslocar-se-á a vários pontos do país, para apresentar os seus livros, contar histórias e ministrar formação. Eis alguns do eventos confirmados:

11 de Fevereiro (18h30) – Sessão para pais e filhos sobre a leitura em família, na EB1 da Fonte do Oleiro, Porto de Mós.

20 de Fevereiro (21h00) – Sessão para pais e filhos sobre a leitura em família, na EB1 do Arrimal, Porto de Mós.

21 de Fevereiro (11h00) – «Mão cheia de histórias», na loja Fnac do Leiriashoping.

Continuar a ler

Acção sobre «técnicas de narração oral» acreditada pelo CCPFC

Foi recentemente acreditada pelo Conselho Científico-Pedagógico da Formação Contínua, por proposta do Centro de Formação «Rede de Cooperação e Aprendizagem» (Batalha), a oficina de formação «Técnicas de narração oral e animação da leitura» (com o registo nº CCPFC/ACC-80858/15), a ministrar por Carlos Alberto Silva.

O plano da acção é o seguinte:

Modalidade / Duração
Oficina de Formação. Sessões presenciais: 13 horas (sendo 6 à distância); trabalho autónomo: 13 horas (1 crédito)

Destinatários
Professores bibliotecários, educadores de infância, professores dos ensinos Básico e Secundário.

Continuar a ler

Dispositivo de fusão entre o teatro de papel e o kamishibai

Após várias experiências, acabei por conceber este dispositivo de narração / apresentação de histórias, que reúne características do teatro de papel e do kamishibai (em formato A3). Pode ser usado com ambas as funcionalidades, separadas ou em simultâneo. é composto por dois módulos, um horizontal (palco) e outro vertical (kamishibai).

Continuar a ler

Tsuru no ongaeshi – O grou agradecido

Mukashi mukashi… (era uma vez), há muito, muito tempo, numa terra distante, vivia um jovem camponês, pobre, mas trabalhador. Um dia, enquanto lavrava um campo, um grou branco desceu das alturas e caiu no chão, a seus pés.
O jovem reparou que a ave tinha uma seta espetada numa das asas. Compadecido, removeu a flecha e tratou do ferimento. Verificando que, graças aos seus cuidados, o pássaro estava capaz de voar novamente, levantou-o ao ar, dizendo:
– Podes ir, mas tem cuidado com os caçadores.

Continuar a ler

Hanasaka Ji-San – O homem que faz florir as árvores

"/

(Conto tradicional do Japão)

Mukashi mukashi… (era uma vez), há muito tempo, vivia numa aldeia remota um casal de velhotes sem filhos, pobres, mas muito bondosos. Um dia, a mulher foi ao rio para lavar a roupa.
Quando estava na sua faina, viu a descer a corrente, sobre um tronco flutuante, um cachorrinho branco. Muito surpreendida, a mulher resgatou o cachorrinho e levou-o para casa com ela.

Continuar a ler