O deus dos ladrões

FOTO: Carlos Fernandes
Os gregos chamavam-lhe Hermes, os romanos, Mercúrio. Mensageiro dos deuses, tinha nos pés umas pequenas asas, que lhe permitiam descolar-se à velocidade da luz. Atribuíram-lhe mais funções que a qualquer outra divindade da mitologia, mas é conhecido sobretudo como o deus da eloquência, dos comerciantes e dos ladrões. Três atributos muito em voga nos tempos que correm, a lembrar certas personalidades que decidiram não deixar pedra sobre pedra, neste recanto de gente pacífica. Embora de moral duvidosa, Hermes conseguiu sempre o apoio dos Poderosos. E os que por cá lhe seguem o exemplo, parece que também.
É o deus dos ladrões –
Traz na mão o caduceu
E um chapéu alado.
Voa, sem sair do sítio,
Sob o pó acumulado.